Um Único Encontro

Copy of pexels-photo-339929.jpeg

“NÃO. ENTRE. EM. PÂNICO. “ Minha melhor amiga estava me aconselhando pelo Skype. “Você sabe como você fica quando um cara começa a correr atrás de você. Você surta. Eu também fazia isso antes de casar. Não faça isso. “

 

Ela estava certa. Eu tinha o histórico para comprovar. Grandes amigos com quem eu me divertia me convidavam para sair, e eu surtava. O que ele está fazendo?! Por que ele quer estragar a nossa amizade? E se não recuperarmos disto?! E se eu machucá-lo?

 “Apenas vá para um encontro. E se você não odiar esse, vá em outro. ”

 “E se eu der falsas expectativas para ele? E se eu nunca descobrir se gosto dele ou não?

"Você vai descobrir."

"Tudo bem. É apenas um encontro."

 

Às vezes, na cultura da igreja, achamos que precisamos estar quase prontas para casar com alguém para dizer "sim" para um encontro . Eu já me senti assim antes. O problema é que isso restringiu minhas escolhas e me fez dispensar alguns caras legais que realmente mereciam uma chance.

Eu decidi tentar algo novo e acalmar as coisas, em vez de surtar.

Comecei a me perguntar: "Posso dizer sim para um encontro?" Não para dois  encontros, nem um relacionamento, nem subir no altar, mas apenas um único encontro?

Seguinte meninas, quando um homem chama uma mulher para sair, ele está assumindo um risco. Ele pode estar nervoso ou tentando encontrar as palavras certas, e você pode não ver a melhor versão dele naquele momento. Às vezes, temos que dar a um homem a chance de dar o melhor de si. Temos que dar a ele uma chance de nos buscar em casa, abrir portas para nós, pagar o jantar e começar a se sentir confortável o suficiente para ser ele mesmo e se divertir. Se você chegar ao final do primeiro encontro e tiver a certeza de que não vai para frente, então você pode terminá-lo graciosamente. Se você se divertiu no primeiro encontro, mas ainda não tem certeza se vai subir no altar, não tem problema. Vá em outro encontro ou dois ou três e descubra.

Não há problema em dar às pessoas uma chance e descobrir as coisas por etapas. Às vezes, nosso cérebro tenta avançar dez anos à frente, quando realmente precisamos apenas viver as coisas um dia de cada vez. É verdade que existem histórias bonitas sobre o amor à primeira vista e saber que alguém é o prometido, mas também existem histórias sobre a atração crescendo ao longo do tempo e as coisas desenvolvendo não da forma como você esperava. Tudo bem estar aberto e ver como as coisas se desenvolvem ao longo do tempo.

Agora as pessoas podem fazer perguntas. “Você foi em um encontro? Como foi? Você está namorando? Como você está se sentindo? Você gosta dele? Vocês vão continuar saindo? Ele é seu namorado?" As pessoas podem estar perguntando, mas você não precisa responder nada que não esteja pronto para responder. Seus amigos e familiares querem apenas o melhor para você, mas é injusto exigir que você saiba tudo quando estiver no processo de descoberta. Apenas mantenha as linhas de comunicação aberta com a pessoa com quem você está conhecendo. Contanto que a pessoa saiba onde você está, você não precisa se preocupar em ter todas as respostas.

Pôr fim, quero dar-lhe permissão. Permissão para descobrir isso ao longo do caminho. Permissão para explorar uma possibilidade e, em seguida, mudar de ideia se for diferente do que você pensou. Permissão para não ter um plano de cinco anos, um ano ou até uma semana de como as coisas estão indo. Permissão para conhecer pessoas e descobrir o que você gosta e o que não gosta. Permissão para aproveitar a aventura de nem sempre saber o que está ao virar a esquina. Tente estar aberto a algo que você não espera. Você nunca sabe onde isso pode te levar.