Quem te disse?

Copy of table-white-home-interior-e1517953593747.jpg

Você conhece aquele sentimento de quando você está prestes a receber visitas e percebe que a sua casa está um desastre? Estou convencida de que a minha família é muito mais eficiente em 30 minutos de limpeza "pesada" (insira: surtando porque a visita já está a caminho) do que somos em um mês inteiro. Pegue todos os brinquedos, ligue a máquina de lavar, esfregue os banheiros, acenda algumas velas e pronto! Não está mais parecendo um zoológico cheio de animais morando na casa! Na maioria das vezes, isso também se deve à nossa própria maneira de lidar com as coisas, onde nós pensamos: “Eu não quero lidar com isso agora” ou também, “nós definitivamente não queremos que alguém veja isso”. Coloque as coisas em uma sala e feche a porta. Nós chamamos isso de sala "sem limites". E é assim também que nós fazemos com as nossas vidas, às vezes. Nós vamos à igreja em um domingo de manhã, todos juntos, ou postamos nossas selfies nas redes sociais sobre os momentos que estamos ansiosos para compartilhar e fazer as pessoas verem e gostarem daquilo. Mas a nossa bagunça nós trancamos em uma sala e não deixamos ninguém entrar. Às vezes, nem as pessoas mais próximas de nós sabem o que está atrás daquela porta. Nós nos recusamos a deixar alguém entrar lá, até mesmo Jesus. Nós fingimos que Ele não pode ver o que nós estamos escondendo. Isso me lembra de Adão e Eva no jardim do Éden se escondendo de Deus.

 

E ouviram a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim na viração do dia; e se esconderam Adão e sua mulher da presença do Senhor, entre as árvores do jardim. Mas o Senhor Deus chamou o homem, e lhe perguntou: Onde está você? - Gênesis 3:8-9.

 

Quando eles morderam a maçã e perceberam que estavam nus, a vergonha entrou em cena. E imediatamente a vergonha disse: "se esconda". Isso porque a vergonha prospera em segredo e a escuridão é o território onde o diabo nos atormenta. Nós precisamos deixar a luz entrar e ver as sombras desaparecerem e o tormento cessar. Nós temos que parar de tentar esconder nossos erros do passado ou as nossas lutas atuais, a fim de encontrar a liberdade e a plenitude a qual estamos destinados a caminhar.

 

O interessante é que quando você continua lendo a história do começo, Adão diz que estava com medo, por isso se escondeu. E as primeiras palavras da resposta de Deus são três palavras que soam no meu ouvido regularmente:

 

Quem te disse…? - Gênesis 3:11.

 

E ele respondeu: "Ouvi teus passos no jardim e fiquei com medo, porque estava nu; por isso me escondi". E Deus perguntou: "Quem te disse que você estava nu? Você comeu o fruto da árvore da qual o proibi comer?" Disse o homem: “Foi a mulher que me deste por companheira que me deu o fruto da árvore, e eu comi”. O Senhor Deus perguntou então à mulher: “O que você fez?”. Respondeu a mulher: “A serpente me enganou e eu comi”. Gênesis 3:10-13.

 

Quando você estiver se escondendo de vergonha ou dominado pelo medo, pare tudo e deixe seu Pai te perguntar: Quem te disse…? Quem te disse que você é um fracasso? Quem te disse que você tinha que fazer isso? Quem te disse que você está longe demais? Quem te disse que você é um erro? Quem te disse que você é inútil? Quem te disse que você não pode mudar?

 

Antes que a verdade possa libertá-lo, você precisa reconhecer quais mentiras estão te mantendo preso. Encontre a fonte dessas mentiras, encontre o ponto em que elas entraram em você e deixe o seu Pai voltar ao início e te perguntar: "Quem te disse isso…?" Nós não queremos viver nossas vidas com base no que o pai da mentira nos levou a acreditar, mas queremos seguir nosso Pai Celestial até o Caminho, a Verdade e a Vida (João 14:6).

 

Quando falamos especificamente sobre as nossas lutas sexuais - sejam laços de alma, vício em pornografia, flashbacks indesejados sobre traumas e abusos do passado, a incapacidade de ver a nossa dignidade e valor, vergonha do nosso corpo, ou seja lá o que for... é importante pedirmos a Deus que Ele nos leve de volta ao início. Precisamos encontrar a introdução dessas mentiras nas nossas vidas. Onde isso começou? Quando isso começou? Muitas vezes nós descobrimos que nós não fomos os responsáveis por como tudo isso começou, mas nós somos sim os responsáveis por como isso termina. Com o amor do Pai, o poder da cruz e a amizade do Espírito Santo, podemos reescrever as nossas histórias, mudar a narrativa e encontrar um final feliz. O seu passado não precisa ditar o seu futuro.

 

Pergunte a si mesmo hoje: o meu passado tem um poder indevido sobre o meu presente? Se a sua resposta for um óbvio “SIM!”, Hoje é o dia para iniciar o seu processo. Se sua resposta for “Mmh… talvez, acho que sim", é aí que você começa. Seja gentil consigo mesmo, peça ao Espírito Santo para caminhar com você e lhe mostrar por onde você deve começar. Nós não temos que deixar a doença do nosso passado alimentar o nosso presente. O quarto escuro onde tentamos esconder tudo não vai funcionar para sempre. Deixe a luz entrar em todos os lugares, você não vai se arrepender.