Como o Autoconhecimento pode romper o Ciclo Vicioso da Pornografia

Copy of life-864390_1920.jpg

Um dos maiores desafios da pornografia é romper o ciclo que leva à prática de ver pornografia. Se você já lutou com isso, você sabe exatamente do que eu estou falando. Você tem um desejo genuíno de vencer o vício, mas continua se vendo em um ciclo já conhecido. Você acorda pela manhã, clamando a Deus, “eu sinto muito! Eu nunca mais vou fazer isso!” em uma oração de coração e de verdade. Então, o que será que te mantém preso? 1 Coríntios 6:18 diz, “Fuja da imoralidade sexual. Todo pecado que uma pessoa comete é fora do corpo, mas na imoralidade sexual a pessoa peca contra o seu próprio corpo.”

O que acontece com a pornografia que continua a nos afundar, mesmo sendo destrutiva não apenas aos outros, mas também para nós mesmos?

Surpreendentemente, trata-se menos da pornografia do que você imagina. Não estou dizendo que as ramificações sexuais não sejam reais, mas quase sempre podemos identificar os acontecimentos que levam ao momentos do qual nos arrependemos.

Uma pergunta diferente pode ser, “ Como eu posso cair em mim a tempo de não tomar uma decisão que me leva a fazer algo autodestrutivo?”

 O AUTOCONHECIMENTO É A CHAVE.

Aprender a se tornar autoconsciente é essencial para se sentir fortalecido. Quando você não entende o "porquê", é fácil sentir-se sem esperança e fora de controle. Por outro lado, você começa a se sentir mais no controle de sua vida quando entende o que está causando as reações internas.

O problema é o seguinte: a maioria de nós não cresceu em um ambiente que nos ensinou a ser autoconsciente.

Nós não ouvimos perguntas como:

"O que você está sentindo agora?"

"Por que você está se sentindo assim?"

"O que fez com que você reagisse de forma tão agressiva?"

"Por que você se sente fora de controle?”

 

APRENDER SOBRE A AUTOCONSCIÊNCIA É COMO EXERCITAR UM MÚSCULO. NO COMEÇO É UM POUCO ESTRANHO, MAS QUANDO MAIS VOCÊ PRATICA, MAIS FÁCIL FICA.

1. Identifique suas necessidades. Todos nós as temos. O desafio é descobrir quais são as suas e fazer com que elas sejam atendidas de maneira saudável. Se negligenciarmos nossas necessidades legítimas, nos tornaremos reacionários.

2. Quando você sentir uma forte emoção, pare e pergunte: "Por que estou me sentindo desse jeito?"

3. Permita que seu coração sinta emoções. Isso pode parecer básico, mas você ficaria surpreso com a quantidade de pessoas que optam por abafar suas emoções. Não é difícil encontrar distrações no mundo de hoje. Mídias sociais, fast food, jogos, tabagismo ou pornografia… todas estas coisas são escapes de certa forma. Você tem que escolher conscientemente a bloquear as distrações temporárias, impedindo que elas envolvam suas emoções. Mesmo as "negativas" estão lá por uma razão, ajudando a alertá-lo de outra coisa. Não tenha medo de lidar com elas.

4. Encontre saídas saudáveis. Quando você se sente "vivo" ou "renovado"? É quando você sai? Passa tempo com amigos? Pinta? Escreve? Comece a perceber quando você se sente envolvido e presente. Isso é um indicador de que você encontrou uma saída saudável.

Quando começamos a identificar as nossas necessidades, os nossos gatilhos pontuais, dando às nossas emoções espaço para se expressarem e encontrar saídas saudáveis, somos capazes de identificar o que está causando as tendências para as decisões de autoagressão.

É assim que podemos "fugir do pecado sexual ..."

A boa notícia é que aprender a autoconsciência não só irá ajudá-lo com a pornografia, mas em todas as outras áreas da sua vida!

Como qualquer outra coisa na vida, leva tempo para criar hábitos. Seja paciente com você mesmo enquanto aprende a identificar áreas da sua vida que você pode ter negligenciado por um longo tempo.

Há outras coisas que você faz para manter a autoconsciência? Caso tenha, eu adoraria ouvi-los nos comentários abaixo.